Carregando...

Deficientes encaram estigma do sexo

Laetitia Rebord, paralisada por uma atrofia muscular genética, fala do sofrimento de ser vista como uma criança aos 31 anosEm suas fantasias sexuais, ela é uma loura forte e impetuosa, que domina seus parceiros. Na vida real, é uma virgem que depende de uma cadeira de rodas elétrica, e seu corpo só é tocado por cuidadores domésticos e profissionais de medicina.

Modelo deficiente nua em capa de revista é sonho de dona de agência

“Eles chegavam de cabeça baixa, tiravam as roupas e às vezes eu via lágrimas escorrendo na hora da foto. Sentiam vergonha daquilo”. A cena decorrente no dia a dia de trabalho da fotógrafa Kica de Castro a motivou a mudar as perspectivas daquelas pessoas que haviam perdido a autoestima por serem diferentes.

Sororidade, o que é isso?

Sororidade é um pacto de fraternidade entre as mulheres que se reconhecem irmãs. É aliar-se, partilhar e principalmente mudar (e mudar-se) a sua própria realidade como mulher se libertando das diferentes opressões a que somos sujeitas. Nada mais é, que uma dimensão ética, política e prática do feminismo contemporâneo.

Bate papo sobre SEXO: Uma visão inclusiva-feminina sobre o assunto

No post de hoje resolvi abordar um tema super tabu para muitas pessoas e que também rodeia o mundo do deficiente físico, e com maior grau nas meninas deficientes: SEXO!
Sim, Sexo! Nós fazemos sim, faz bem e não nos cansa, apesar que para algumas deficiências a fadiga não seja aconselhável, o sexo é aconselhável, pois além de fazer muito bem a saúde eleva a autoestima. Não importa a forma que é feito e sim se sentir bem, ser prazeroso.

A escuridão nossa de cada dia...


                   
Estes dias passeando pelas redes sociais deparei-me com uma frase que no primeiro momento achei-a interessante, entretanto no decorrer do tempo foi tomando conta dos meus pensamentos e do meu ser, trazendo-me profundas reflexões sobre eu mesma, acarretando uma busca constante, uma grande inquietude interior.

Agenda das Mulheres brasileiras foi lançada em São Paulo com Homenagens.



Quinta edição da AGENDA DAS MULHERES BRASILEIRAS - AMU BRASIL, neste ano já teve a oportunidade de promover dois lançamentos com a participação de mulheres guerreiras, que relatam suas histórias de vida e mostram como conseguiram dar a volta por cima com galhardia, quando o assunto foi recomeçar e lutar pelos sonhos e projetos de vida.
 
*** Márcia Gori - Sou um Pássaro de Fogo!!!
Customizado por Damião Marcos - Topo ↑